Educação promove oficinas de formação para tutores pedagógicos
19/02/2020 - 15:16

Cerca de 400 profissionais da rede estadual de Educação estão reunidos em Curitiba nesta quarta (19) e quinta-feira (20) para o 1° Encontro de Formação em Tutoria Pedagógica de 2020. Participam do evento os chefes dos Núcleos Regionais de Educação (NREs), coordenadores pedagógicos dos NREs, coordenadores regionais dos programas Presente na Escola e Mais Aprendizagem e técnicos pedagógicos.

Nas oficinas são tratados temas como os princípios da Tutoria Pedagógica, ações dos tutores frente à Prova Paraná e à Prova Paraná Mais e a importância do acompanhamento pedagógico da hora-atividade.

O programa Tutoria Pedagógica foi implementado em 2019 pela atual gestão da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte e hoje impacta aproximadamente 1,9 mil escolas. O projeto consiste em encontros periódicos, realizados nas instituições de ensino, entre a equipe pedagógica e diretiva dos colégios e técnicos dos NREs.

Diretor de Educação da pasta, Raph Gomes Alves explica que a tutoria se trata de uma estratégia de formação de serviço, em que o tutor, que é um técnico pedagógico do NRE, estabelece uma rotina de trabalho com as equipes escolares a fim de implementar o plano de ação daquela instituição e garantir a aprendizagem de todos os estudantes. Na visão de Gomes Alves, a Tutoria Pedagógica é a ação mais estratégica da secretaria atualmente.

“A função da tutoria é auxiliar no desenvolvimento do gestor da escola para que ele seja um excelente gestor. Pesquisas na área educacional mostram que por trás das escolas que têm bons resultados está uma excelente gestão”, afirma.

O encontro formativo desta semana consiste em um momento de alinhamento da rede. Os planos de ação das escolas foram desenvolvidos pelos diretores em janeiro, durante o Seminário Foco na Aprendizagem, e discutidos com os professores e pedagogos nos Dias de Estudo e Planejamento, que antecederam a volta às aulas. Agora, os tutores também precisam se apropriar desses planos de ação para ajudar as escolas a colocá-los em prática.

APROXIMAÇÃO – Chefe do NRE de Umuarama, Gilmara Ana Zanata afirma que esse primeiro ano com Tutoria Pedagógica nas escolas trouxe reflexos que vão da melhora no comportamento dos alunos a uma maior presença dos pais no colégio. Para ela, oficinas de formação como as que ocorrem em Curitiba nesta semana são bem-vindos, porque auxiliam a aprimorar o programa. Gilmara também destaca outro ponto importante promovido pela tutoria: uma maior aproximação entre NRE e escolas.

“Eu vejo que hoje esse é um dos melhores programas da Secretaria de Estado da Educação, porque se trata do Núcleo na escola assessorando a equipe pedagógica, os diretores e os professores. A escola que tem tutoria tem um maior engajamento, um melhor resultado”, diz.

A opinião é compartilhada por Lídio dos Santos, chefe do NRE de Laranjeiras do Sul, que engloba atualmente 61 escolas.  

“Os resultados da Tutoria Pedagógica são bem positivos. O programa trouxe uma aproximação muito maior entre NRE, Secretaria de Estado da Educação e do Esporte e escola. O tutor tem esse papel muito importante, que é de contato direto com a instituição de ensino. Eu entendo que é uma proposta que deu certo e trouxe um suporte muito maior para a educação do Estado do Paraná”, afirma.

GALERIA DE IMAGENS