Educação unifica a matriz curricular do Ensino Médio
21/12/2020 - 14:09

Os alunos do Ensino Médio da rede pública estadual de ensino vão ganhar uma nova matriz de aulas em 2021. As escolas terão uma Matriz Curricular única, isto é, a distribuição de carga horária das disciplinas será a mesma para todas as escolas.

Ao equiparar as matrizes das escolas, busca-se um modelo de sucesso, tal qual o do Ensino Fundamental. “Os alunos do Ensino Fundamental, do 9º ano, apresentaram o melhor desempenho de todo o Brasil no Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica). A matriz ser igual em todo o estado é um dos elementos que ajudaram na melhoria da aprendizagem”, afirma o Diretor de Educação da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR), Roni Miranda. “As mudanças garantem que os estudantes terão acesso a todas as disciplinas da base nacional comum em todas as séries”, explica.

Entre as alterações previstas, por exemplo, está a garantia de quatro aulas semanais de Língua Portuguesa e três de Matemática, o que hoje não acontece em toda a rede estadual. Isso vai permitir um maior aprofundamento dessas disciplinas em vários colégios.

Além disso, será implantada no Ensino Médio a disciplina de Educação Financeira, em que os alunos aprenderão a ter um uso mais consciente do dinheiro. “O aluno aprenderá os diferentes tipos de juros existentes no mercado, como organizar as contas da casa e como não ceder à tentação do consumo compulsivo ou de impulso”, ressalta o diretor.

Para ajustar a matriz, foi alterada a carga horária de algumas disciplinas, como Sociologia e Filosofia. Nessas duas disciplinas houve redução da quantidade de aulas; no entanto, esses professores poderão ministrar aulas de outras disciplinas, desde que tenham a habilitação necessária.

Indígenas e Quilombolas – As alterações feitas na matriz curricular não afetarão as especificidades das escolas indígenas e quilombolas.

Últimas Notícias