Mesmo com pandemia, programa de monitoria nas escolas segue com alta adesão
11/08/2020 - 17:13

Professores e alunos encontraram uma nova maneira de dar continuidade ao programa Monitoria nas Escolas, de forma on-line. Em todo o Paraná, são mais de 500 alunos que estão participando do programa como monitores e ajudando outros colegas de sala, e os resultados já se mostram positivos para os docentes e principalmente para os estudantes.

Em Cornélio Procópio, norte pioneiro, os diretores escolares apontaram os alunos que estavam com maior facilidade nas aulas remotas e os indicaram para serem os novos monitores que auxiliariam os professores nas aulas virtuais. É o que explica Edynéia Muniz dos Santos de Mendes, coordenadora da equipe de ensino do Núcleo de Cornélio: “Após a seleção dos alunos voluntários para o programa, demos uma formação para eles e aos poucos começamos a dar as aulas aos alunos tendo eles como apoio”, conta.

Edynéia afirma que o intuito do projeto é aumentar a adesão dos estudantes ao Aula Paraná e ajudar no desenvolvimento dos alunos monitores. “Muitos deles são proativos e adoram atividades extracurriculares ofertadas pela escola; a monitoria é mais uma forma que eles têm de se desenvolverem”, explica.

Os monitores só ajudam nas aulas de turmas mais novas, de anos que eles já concluíram. Dessa forma, um aluno monitor nunca dará aula para sua própria turma e não corre o risco de ser surpreendido pelo material. “Antes de o professor iniciar o Meet, ele apresenta os slides para o monitor de aula, explica o que será lecionado, relembra o conteúdo, caso necessário, e só então dá início à aula para as turmas”, explica Edynéia.

Alunos apoiando alunos - Giovana Vargas é estudante do Colégio Estadual Conselheiro Carrão e explica que a monitoria é uma excelente forma de rever e memorizar conteúdos. “O professor cria um Meet com os alunos, e durante a aula eu explico alguns conteúdos e ajudo tirando suas dúvidas. Quando a dúvida é realmente difícil, daí o professor responde”, conta Giovana.

Em Pato Branco, sudoeste do Paraná, o programa Monitoria nas Escolas tem forte adesão entre os alunos. Silvana Maria Fiorentini é diretora do Colégio Estadual Boa Visão, do município de Chopinzinho. Ela conta que o programa é uma ótima maneira de incentivar os alunos que querem ajudar e aqueles que estão desanimados. “É importante ter alunos apoiando uns aos outros, e nossos estudantes veem o programa de forma muito positiva e querem participar”, explica a diretora.

Monitoria para quem retira material impresso - Para atender aos alunos que retiram material impresso, há uma equipe de monitores que se prontificam a irem até às escolas e, juntos com os professores, a ajudar esses estudantes. “Nossos monitores vão até às escolas nos dias da entrega do material impresso, em horários específicos, tomando cuidado para não se aglomerarem nas salas e junto aos professores, e ajudam tirando dúvidas, explicando conteúdos, incentivando a participarem das aulas”, explica a diretora Silvana.

Dessas duas formas, diversos núcleos regionais de educação colocam em prática o programa de monitoria. Investem em alunos que querem ajudar os colegas e ajudam outros a não desanimarem de continuarem os estudos

 

Últimas Notícias