Programa de Alimentação Escolar

O fornecimento dos gêneros alimentícios às escolas ocorre regularmente entre 3 a 5 distribuições anuais. Os gêneros provenientes da Agricultura Familiar estarão presentes neste ano em 1807 escolas. A SEED também está avaliando a utilização de carnes congeladas em escolas indígenas, quilombolas, Mais Educação e agrícolas. A entrega dos gêneros da agricultura familiar e de carnes congeladas, ocorre diretamente nas escolas. Para a complementação dos cardápios, há ainda o repasse de recurso específico para a aquisição local de gêneros. Estas ações permitem às escolas a composição de cardápios equilibrados nutricionalmente, garantindo atendimento à meta nutricional e o desenvolvimento adequado dos alunos.

Para permitir que a alimentação escolar esteja sintonizada às características regionais e de infraestrutura de cada escola, a coordenação disponibiliza 8 programações diferenciadas. A escola realiza a opção pela programação mais conveniente a sua realidade. Além disso, avaliações de aceitabilidade anuais dos produtos distribuídos, realizadas com as escolas, subsidiam novas programações de aquisição.

A avaliação nutricional dos alunos e profissionais da rede é outra ação desta coordenação. O monitoramento do estado nutricional dos alunos e funcionários da educação, é uma proposta inédita no país e visa promover a saúde e prevenir doenças crônicas não transmissíveis, bem como gerar subsídios para as políticas na área de Segurança Alimentar e Nutricional, especialmente na alimentação escolar.

A Coordenação Alimentação e Nutrição Escolar (CANE) desenvolve atividades de assessoramento ao Conselho Estadual de Alimentação Escolar (CEAE). Este conselho, de caráter deliberativo, atua na fiscalização e monitoramento de todas as ações relacionadas à alimentação escolar e é responsávell pela análise da prestação de contas dos recursos recebidos do FNDE.

Confira a página do programa de Alimentação Escolar no portal Dia a dia Educação.
Recomendar esta página via e-mail: