Institucional

08/07/2010

Projeto Folhas e Livro Didático Público são destaque no Congresso Nacional

O Projeto Folhas e o Livro Didático Público foram referência na Conferência “Educação Aberta, Recursos Educacionais Abertos: desafios e perspectivas”, realizada nesta quinta-feira (8), na Câmara dos Deputados, em Brasília. No evento, deputados e profissionais da educação debateram a política educacional no Brasil e compartilharam experiências e projetos de sucesso nos quais educadores e educandos deixam de ser passivos para assumir papel ativo no aprendizado e no compartilhamento de conhecimentos.
Em uma das mesas – “O uso de práticas abertas para formação e valorização do professor” - a chefe do Departamento de Educação Básica (Deb) da Secretaria de Educação (Seed), Mary Lane Hutner, falou sobre as experiências do Projeto Folhas e o Livro Didático Público. “A educação não deve constituir-se como espaço de meros repassadores de informações, mas sim de sujeitos que estudam, pesquisam, debatem, produzem e transmitem conhecimentos em interação com os estudantes”, afirmou Mary Hutner.

Projeto Folhas – Com a proposta de formar sujeitos autônomos, capazes de produzir e compartilhar conhecimentos, teve inicio, em 2004, o Projeto Folhas. “Trata-se de um programa de Formação Continuada dos Profissionais da Educação, que pretende incentivar o professor a pesquisar e escrever por meio de uma metodologia específica de produção de material didático”, explica o coordenador pedagógico do Deb, Jairo Marçal. Segundo ele, o objetivo do Folhas é propor ao professor a pesquisa como um principio educativo.
Ainda de acordo com Marçal, o projeto valoriza a capacidade intelectual do professor. “Esse incentivo leva o professor a produzir material de qualidade para utilizar em sala de aula com seus alunos”, disse.

Livro Didático Público – Um dos resultados do Projeto Folhas é o Livro Didático Público. Produzido por professores da rede pública estadual, o livro é direcionado a estudantes e professores do ensino médio. “O Paraná é o primeiro estado a produzir e distribuir gratuitamente livros didáticos de todas as disciplinas do ensino médio”, ressalta Marçal. Segundo ele, anualmente, mais de 450 mil estudantes são beneficiados.
Os livros estão divididos em 12 volumes que abrangem as disciplinas de Língua Portuguesa e Literatura, Matemática, História, Filosofia, Química, Biologia, Sociologia, Física, Geografia, Arte, Língua Estrangeira Moderna (Espanhol/Inglês) e Educação Física.
Juntamente com a elaboração e implementação das novas Diretrizes Curriculares, o Projeto Folhas e a produção do Livro Didático Público são algumas ações que a Secretaria da Educação vem desenvolvendo para garantir a valorização dos professores e a qualidade de material didático aos estudantes.
O conteúdo integral do Livro Didático Publico está disponível no Portal Educacional do Governo do Estado do Paraná (www.educacao.pr.gov.br).

Recursos Educacionais Abertos – Os Recursos Educacionais Abertos (REA) são instrumentos destinados ao ensino, aprendizagem e pesquisa, que são disponibilizados para toda a comunidade. Constitui uma mudança de mentalidade no âmbito educacional, onde o consumo deixa de ser passivo e a transmissão de conhecimento é estruturada dentro de uma rede de usuários formada por educadores, alunos, familiares e sociedade.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.