Profissionais da Educação

04/01/2012

Ano letivo vai iniciar com professores em sala

As aulas ano letivo de 2012 iniciam com os professores já em sala de aula. A Secretaria de Estado da Educação (SEED) tem trabalhado para preencher o quadro dos profissionais que irão atuar nas escolas da rede estadual de ensino. O governo do Paraná contrata cerca de 11,5 mil professores e pedagogos para a rede estadual de ensino para também estarem em sala de aula no início das aulas. Os profissionais chamados foram classificados no concurso realizado em 2007.

Sala de aula
Foto: Giuliano Gomes/SEED

As aulas já foram distribuídas para estes novos profissionais, que serão nomeados por decreto que deve ser publicado na segunda quinzena de janeiro. “Estamos trabalhando para começar as aulas com 100% nas escolas. Podem acontecer questões pontuais que serão resolvidas para garantir a tranquilidade do ano letivo”, afirmou Arnaldo Moreira de Matos, chefe do Grupo de Recursos Humanos da Secretaria da Educação.

Ainda final do ano passado foram realizadas as inscrições para contratação de professores, pedagogos e funcionários pelo Processo Seletivo Simplificado (PSS). As aulas também forma distribuídas em dezembro. A antecipação para selecionar os profissionais, realizada pela primeira vez, evita que as aulas comecem de maneira tumultuada. “É um novo tempo na área da educação no Paraná e o resultado desse trabalho será sentido já no começo desse ano letivo, quando todos os nossos alunos começarão as aulas em situação de normalidade”, afirmou Arnaldo.

Saída das aulas
Foto: Giuliano Gomes/SEED

No ano passado, a secretaria nomeou cerca de 4,2 mil agentes educacionais de apoio para as escolas estaduais. Os funcionários contratados são responsáveis pelos serviços gerais das escolas e do preparo da merenda para os alunos da rede estadual de ensino.

A SEED ainda orientou os novos diretores quanto às ações necessárias em relação ao quadro de profissionais da escola. “Os diretores devem estar atentos para as demandas da escola e informar a Secretaria o quanto antes para que não faltem profissionais na escola”, explicou.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.

Últimas Notícias

Leia mais