Busca Educação

Profissionais da Educação

21/12/2012

Secretaria da Educação encerra distribuição de aulas

A Secretaria de Estado da Educação encerra nesta sexta-feira (21) o prazo para distribuição de aulas e funções para professores e pedagogos, efetivos ou com contratos temporários, que vão atuar nas escolas da rede estadual de ensino em 2013 e nos Núcleos Regionais de Educação. A medida atinge mais de 88 mil profissionais da educação.

O objetivo de antecipar a distribuição de aulas antes do fim do ano é favorecer e facilitar a organização das escolas, garantindo a presença dos professores e pedagogos antes do início do ano letivo. Da mesma forma, professores e pedagogos podem sair para o recesso escolar tendo a informação sobre o número de aulas e os locais onde lecionarão.

A novidade neste ano é que na distribuição de aulas está sendo incorporado um aumento da hora-atividade para os professores, com a redução de 16 para 15 aulas semanais.

Os professores do Quadro Próprio do Magistério (QPM) escolheram as aulas na terça-feira (17). Os professores com ordem de serviço – utilizada para aqueles com interesse de mudar de escola ou de município – participaram da distribuição na quarta-feira (19). As aulas extraordinárias foram distribuídas na quinta-feira (20). Nesta sexta-feira (21) é a vez dos profissionais contratados por Processo Seletivo Simplificado (PSS).

Para Gleison Humberto Comineti, diretor do Colégio Estadual José Ângelo Baggio Orso, de Cascavel, saber de antemão quais profissionais estarão à disposição em seu quadro de funcionários para o novo ano letivo facilita a organização escolar.

“Além do quadro de professores ficar completo, é possível garantir que todos os docentes participem da semana pedagógica e de outras atividades que antecedem o retorno dos alunos à escola”, afirmou Comineti.

A antecipação da distribuição das aulas também proporciona maior tranquilidade aos professores. “Os docentes saem para as férias com a vida profissional resolvida, e o colégio consegue organizar melhor as atividades antes do início das aulas”, disse o professor Francisco Rossoni Neto, que é diretor do Colégio Estadual Amâncio Moro, de Corbélia, no Oeste do Estado.

A professora Diva Coutinho Kozak, que dá aulas de língua portuguesa do Colégio Estadual Idália Rocha, em Ivaiporã, no Norte do Paraná, também elogiou o aumento da hora-atividade na distribuição de aulas.

“Uma hora-atividade a mais faz uma grande diferença nas atividades do professor. É um avanço que representa uma valorização do profissional”, ressaltou a professora, que atua há 27 anos no magistério.

RECESSO - O secretário da Educação e vice-governador Flávio Arns também autorizou um período de recesso nos estabelecimentos de ensino da rede estadual da educação básica do Paraná, no período de 23 de dezembro de 2012 a 1º de janeiro de 2013.

Por determinação do secretário, o período de recesso no fim de ano passou a constar da minuta de proposta de lei que altera o Plano de Carreira dos Funcionários da Educação, que será encaminhado pelo governo à Assembléia Legislativa.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.