Busca Educação

Infraestrutura

09/01/2014

Governo amplia oferta de cursos técnicos em Curitiba

Quatro colégios estaduais de Curitiba que oferecem cursos técnicos profissionalizantes junto com o ensino médio começam o primeiro trimestre de 2014 com obras de ampliação. Os investimentos no Centro Estadual de Ensino Profissionalizante de Curitiba, colégios estaduais Pinheiro do Paraná, Professor Loureiro Fernandes e Professor Elysio Vianna beneficiarão 4.580 estudantes e fazem parte do programa Brasil Profissionalizado.

As licitações das obras feitas pela Secretaria de Estado da Educação estão na fase final. As últimas propostas, para o Ceep Curitiba, serão abertas nesta sexta-feira (10). Com as obras, as escolas poderão ter novos cursos técnicos e aumentar o número de vagas para receber novos estudantes. Todos os prédios serão adaptados com equipamentos para a prevenção e combate a incêndio com extintores, placas de sinalização e saídas de emergência, além de itens de acessibilidade.

BOQUEIRÃO - No Centro Estadual de Educação Profissional (Ceep) de Curitiba, no Boqueirão, serão criados dois novos cursos técnicos - biotecnologia e mecânica. Atualmente a escola tem 2.120 alunos que fazem os cursos técnicos de meio ambiente, edificações, química industrial, eletrônica e eletromecânica.

Com a abertura dos cursos de biotecnologia e mecânica serão criadas mais 330 novas vagas. O colégio ganhará três novos blocos. Um para abrigar nove novos laboratórios, outro para quatro novas salas de aulas e o último bloco será para a biblioteca central da escola. Também está prevista a reforma dos quatro laboratórios de química do colégio.

“Nosso curso de química é referência entre todos os colégios do Paraná. Temos uma demanda muito grande e com a ampliação vamos conseguir atender mais jovens”, explicou o diretor Edson Luiz Martins. “Os cursos de biotecnologia e mecânica são resultado da demanda que existe aqui na região de Curitiba.”, disse. A escola atende alunos de Curitiba e de todas as cidades da região metropolitana.

SANTA FELICIDADE - As obras também criarão novas vagas no Colégio Estadual Pinheiro do Paraná, em Santa Felicidade, onde serão construídas quatro novas salas de aula, que poderão receber mais 160 alunos por turno.

Também está prevista a construção de quatro novos laboratórios para as disciplinas de física, química, biologia e matemática. O colégio tem 28 anos e além do ensino médio oferece cursos técnicos profissionais de guia em turismo regional e administração.

Hoje a escola tem 860 alunos matriculados. A diretora Maria Vanei Rigonato está animada com as obras de ampliação, pois darão mais conforto e novas oportunidades aos jovens da região. “Com mais salas de aulas vamos conseguir ofertar mais cursos e para mais alunos. Nos turnos da manhã e da tarde todas as salas estão lotadas”, disse a diretora.

GUABIROTUBA - No Colégio Estadual Professor Elysio Vianna, no Guabirotuba, serão construídos dois novos laboratórios e duas novas salas de aulas. Com as obras, o colégio poderá oferecer o curso técnico de química industrial.

A diretora Mari Ellen Pirolo, explica que foi feito um estudo com a comunidade do bairro Guabirotuba para saber qual curso novo oferecer. A opção do ensino técnico em química foi a mais pedida.

“Temos várias empresas próximas aqui ao colégio e a procura pelo curso de química está bem alta. Já existe uma lista de espera com 1.000 alunos cadastrados. Com essas obras de ampliação vamos conseguir atender mais estudantes e com mais qualidade”, afirmou a diretora.

As duas novas salas de aula poderão abrigar 240 alunos nos três períodos.

Atualmente, 300 alunos estudam na escola. Destes, 90 estão no ensino fundamental e 210 no curso técnico profissionalizante em meio ambiente. O prédio da escola tem 68 anos e essa será a primeira grande obra de ampliação que vai receber.

AHÚ - Após as obras de ampliação, o colégio Estadual Loureiro Fernandes, no Ahú, vai ofertar o curso técnico em edificações. Uma nova oportunidade de ensino profissionalizante para os jovens da região. Os investimentos na escola serão de R$ 932,7 mil.

Serão construídos dois novos laboratórios na escola, um para o curso técnico em química e outro para o curso técnico em edificações. Também estão previstas melhorias nos laboratórios de biologia, física e segurança do trabalho que já existem no colégio.

“Será um grande ganho para a escola. O curso profissional tem que ser prático, os alunos têm que por a mão na massa. Estamos bem otimistas com o novo curso de edificações. Já existe uma grande procura por esse curso e agora vamos conseguir oferecer”, disse o diretor Amilton da Costa.

A escola oferta, além do ensino médio, os cursos técnicos em administração, segurança do trabalho e química. Dos 1.300 alunos matriculados no colégio, metade faz os cursos técnicos profissionalizantes. “Essa formação em nível técnico é o mote do momento. Notamos que os alunos desses cursos estudam com mais vontade e determinação. Já sabem o que querem fazer”, definiu o diretor Amilton.

REDE TÉCNICA - As obras nos quatro colégios de Curitiba fazem parte do programa Brasil Profissionalizado. O Governo do Paraná está construindo e reformando 19 escolas de ensino médio que oferecem, também, cursos profissionalizantes. São 17 obras de ampliação em todas as regiões do Estado e duas novas escolas serão construídas - os Ceeps de Ibiporã e de Campo Largo com capacidade para 1.200 alunos cada um.

O valor total para as 19 obras é de R$ 62 milhões, dos quais R$ 31 milhões são de contrapartida do Governo do Estado. “São obras importantes para a população, porque contribuirão para ampliar a oferta do ensino básico de qualidade e, também, atender à forte demanda pela formação profissional, que é fundamental para os jovens terem acesso ao mercado de trabalho”, afirma o vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.