Institucional

30/11/2017

Tradicional colégio de Curitiba completa 70 anos

O Colégio Estadual Júlia Wanderley, localizado no bairro Batel, em Curitiba, completou 70 anos. Para marcar a data, a escola inaugurou nesta quinta-feira (30) um memorial em homenagem à professora Júlia Wanderley, que dá nome a instituição de ensino.

A secretária da Educação, professora Ana Seres participou da inauguração do memorial. Ela destacou a importância do resgate histórico e do papel desempenhado pela educadora. “Assim como a SEED, o colégio completa sete décadas de história. Para mim é uma honra estar aqui hoje participando desta comemoração, pois quando eu também era estudante trazia para a aula a minha irmãzinha, que era aluna do Júlia”, lembrou Ana Seres.

O Colégio Júlia Wanderley foi fundado em 1947 com a oferta do ensino fundamental. Hoje a escola atende mais de 1,2 mil alunos do ensino fundamental, médio e dos cursos técnicos de Turismo integrado ao ensino médio e subsequente para quem já concluiu os estudos. “A história da nossa escola caminha junto com a história da Secretaria de Estado da Educação, que também completa 70 anos. São legados que ficam para nossos alunos e que fazem parte da educação pública no estado do Paraná em na cidade de Curitiba”, disse o diretor Cristiano André Gonçalves.

MEMORIAL – O acervo em homenagem a Júlia Wanderley fica no hall de entrada da escola. O memorial conta com uma galeria de fotos inéditas da educadora. São imagens, doadas pelos familiares, que contam um pouco da contribuição da professora para evolução da educação paranaense. “Esse é o maior acervo em memória da educadora no Paraná com fotos da atuação profissional e fotos pessoais doadas pela família de Júlia e pelo Instituto Histórico e Geográfico do Paraná”, disse Cristiano.

O memorial possui ainda com um busto esculpido em granito pelo artista paranaense Erbo Stenzel. Parte do acervo fotográfico foi doado à instituição de ensino pelo Instituto Histórico e Geográfico do Paraná (IHGPR). A inauguração contou com a presença de alunos e ex-alunos, professores, funcionários, familiares da educadora e representantes da comunidade escolar.

PIONEIRA – Júlia Wanderley nasceu em Ponta Grossa, em 1874. Em 1877, mudou com a família para Curitiba, onde concluiu o curso secundário em 1889. “Ela abriu as portas da escola para as mulheres e para as massas porque naquela época existiam muitos preconceitos especialmente contra a liberdade da mulher”, disse Cristiano.

Em 1890, Júlia Wanderley liderou um movimento para o ingresso de mulheres no educandário, até então aberto somente para alunos do sexo masculino. “Ela foi a primeira aluna da tradicional Escola Normal”, disse Cristiano. Júlia recebeu o título de professora normalista em 1892 pela intuição. “Entre seus títulos, merece destaque o fato de ter sido a primeira mulher nomeada pelo Poder Executivo do Paraná para exercer o magistério”, lembrou o diretor.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.