Ensino

04/12/2017

Estudantes da rede estadual vencem concurso sobre drogas

Os três primeiros lugares do 1º Concurso Estadual de Produção de Material Audiovisual sobre Drogas ficaram com estudantes da rede estadual de ensino. A premiação foi nesta segunda-feira (4), em Irati (no Centro-Sul do Estado) e em Campo Largo (Região Metropolitana de Curitiba). O concurso foi promovido pelo Conselho Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas (Conesd) em parceria com o Governo do Paraná e Assembleia Legislativa do Paraná.

As cinco melhores produções serão premiadas com a divulgação publicitária em todos os cinemas paranaenses durante o mês de junho de 2018, conforme Lei 19.068/17. “Nossos estudantes estão de parabéns pelo ótimo desempenho no concurso que revelou os múltiplos talentos presentes em nossas escolas. Além de exercer a cidadania e o protagonismo no combate ao uso de drogas”, disse a superintende da Educação, Ines Carnieletto.

O concurso reuniu produções audiovisuais feitas por alunos do 1° a 4° série do ensino médio e do curso de Formação de Docentes da rede pública e privada de ensino com o tema “Prevenção é o caminho”. Cada escola fez a inscrição de um trabalho com orientação de um professor, diretor ou pedagogo.

MENSAGEM - O primeiro lugar ficou com as estudantes do 3° ano do ensino médio do Colégio Estadual Sagrada Família, em Campo Largo (na Grande Curitiba), Sally Alana Stack, 17 anos, Nicolly Gabriele Lirman, 17 anos, e Giovana Aparecida Caallim, também de 17 anos. As alunas foram orientadas pela professora Elaine Ferreira Machado, da disciplina de Biologia.

“Ficamos muito empolgadas com essa segunda conquista, depois do primeiro prêmio ficamos motivadas a querer criar mais e também tem a mensagem educacional que esse tipo de vídeo traz para nossa comunidade com a reflexão sobre os problemas atuais como a dengue e as drogas como agora”, diz Sally.

Nicolly lembrou que a premiação serviu como estímulo para novos desafios e também como reconhecimento do trabalho desenvolvido na produção do material. “A premiação para nós foi de extrema importância, pois mostrou que todo o nosso esforço e as horas de planejamento e trabalho foram devidamente recompensados. Principalmente para mim, que fiquei responsável pela parte da elaboração dos desenhos e da poesia, acima de tudo”, disse. “Foi incrível ver que toda a minha dedicação valeu a pena, além de nos instigar a produzir e tornar uma ideia em algo físico”, acrescentou.

No ano passado as três estudantes foram recebidas em Brasília pelo ministro da Educação, Mendonça Filho. A visita fez parte das premiações do concurso Pesquisar e Conhecer para Combater o Aedes aegypti, promovido pelo Ministério da Educação (MEC), que teve como objetivo conscientizar o combate ao mosquito transmissor do zika vírus, da dengue e da febre chikungunya.

As alunas do Colégio Sagrada Família ficaram em primeiro lugar na classificação nacional na categoria escola pública – ensino médio.

O segundo lugar no Concurso Estadual de Produção de Material Audiovisual sobre Drogas ficou com os estudantes do Centro Estadual Florestal de Educação Profissional Presidente Costa e Silva, na cidade de Irati, que receberam a premiação nesta segunda-feira (4). A premiação do terceiro lugar, para os alunos do Colégio Estadual Santa Cândida, em Curitiba, será nesta sexta-feira (8).

PRODUÇÕES – Cada obra teve a duração de dois minutos, sejam vídeos, filmagens, animações, clipes ou qualquer forma de audiovisual. A seleção das produções premiadas foi feita por uma comissão composta por representantes da Assembleia Legislativa do Paraná, Conselho Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas (Conesd), Secretaria de Estado da Comunicação Social, Secretaria de Estado da Educação, Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Paraná (Sinepe).

Vencedoras do concurso, do CE Sagrada Família.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.