Concursos

28/03/2018

Novo centro vai expandir atendimento a 2 mil alunos surdos

O Governo do Estado inaugurou nessa quarta-feira (28), em Guarapuava, no Centro do Estado, uma nova sede do Centro de Apoio ao Surdo e aos Profissionais da Educação de Surdos (CAS). Com o novo centro, a Secretaria de Estado da Educação vai expandir o atendimento especializado a cerca de 2 mil alunos surdos matriculados na rede estadual de ensino e em unidades conveniadas presentes nos 32 Núcleos Regionais da Educação (NREs).

“A inauguração deste CAS é um marco na história da educação especial, da educação inclusiva no nosso Estado. Antes tínhamos apenas um Centro de Apoio a Surdos em Curitiba que atendia 11 regionais. No Paraná temos 32 regionais e agora, com o CAS em Guarapuava, estaremos aptos a atender o Paraná todo. Estamos fazendo um resgate deste atendimento aos surdos de todo o Paraná”, afirmou a secretária de Estado da Educação, professora Ana Seres.

“Com o segundo CAS sendo implantado aqui em Guarapuava temos uma facilitação e uma cobertura ampliada, com mais profissionais para este atendimento. É uma conquista extraordinária, e a comunidade dos surdos, que tanto precisa dessa atenção especial, festeja”, reforça o secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Artagão Júnior.

DEMANDA - O CAS de Guarapuava será um centro de formação para professores e alunos que atuam em 279 municípios do Interior do Estado. O novo centro atenderá 919 alunos do Interior e, em Curitiba, já recebe outros 1.006 matriculados em 689 escolas da rede estadual e em 317 unidades conveniadas de 120 municípios. Com a inauguração, todo a demanda do Estado poderá ser atendida.

O chefe do Núcleo Regional de Educação de Maringá, Marlon Douglas Pires, explicou que a nova unidade funcionará no Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos (CEEBJA) da cidade. “O prédio do CEEBJA foi todo reformado e está apto para receber o CAS. Além disso, toda a equipe que vai trabalhar com este público é capacitada e tem formação especial”, disse.

A coordenadora do CAS de Guarapuava, professora Jiane Ribeiro Neves Cwick, explicou que o centro será uma central de formação. “Vamos trabalhar com a formação de professor surdo que leciona com a disciplina de língua de sinais (Libras), com professor surdo que trabalha na sala de recursos, nas salas multifuncionais e com tradutores intérpretes de Libras. Como é uma língua viva, precisamos estar constantemente em formação”, explicou.

PROGRAMA - O CAS é um programa do Ministério da Educação, em parceria com a Secretaria Estado da Educação, que administra o espaço. Já o treinamentos teóricos, práticos e materiais relacionados à área da surdez são cedidos pelo Governo Federa.

O primeiro CAS do Paraná foi criado em Curitiba em 2010 por meio de Resolução Secretarial. Hoje a unidade atende 780 Tradutores Intérpretes de Libras/Língua Portuguesa, 49 professore bilíngues surdos, 48 professores ouvintes bilíngues e 230 professores de Escolas Bilíngues e Centros de Atendimento Educacionais Especializados da Surdez.

No espaço os profissionais participam de cursos de formação continuada, exames de proficiência para tradução e interpretação da Libras – Língua Portuguesa e exames de proficiência para professores bilíngues que atuam na educação de surdos na educação básica, desenvolvem políticas educacionais voltadas ao AEE da Surdez, orientam quanto ao AEE complementar e suplementar aos estudantes surdos, de acordo com a legislação vigente.

As atividades são divididas em cinco núcleos: Núcleo de Capacitação de Profissionais da Educação de Surdos, Núcleo de Atendimento de Profissionais Especializado, Núcleo de Apoio Didático-Pedagógico e Tecnológico, Núcleo de Pesquisa e Núcleo de Conivência.

PRESENÇAS – Participaram da cerimônia de inauguração do CAS de Guarapuava o presidente da Câmara de Vereadores de Guarapuava, João Carlos Napoleão; a secretária municipal de Educação de Guarapuava, Doraci Senger Luy; a professora Irene Mullerleily Stock, representando a comunidade surda de Guarapuava; a chefe do Departamento de Educação Especial da Secretaria, Siana do Carmo de Oliveira Franco Bueno; o chefe do Núcleo Regional de Educação de Pitanga, Jonas Crensiglova; e a diretora do CEEBJA de Guarapuava, Claudia Cristina Marcelino.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.