Ensino

04/04/2018

Curso técnico promove intercâmbio gastronômico

O curso técnico em Nutrição e Dietética ofertado pelo Colégio Estadual Júlia Wanderley, em Curitiba, já formou aproximadamente 400 profissionais que hoje atuam em diferentes áreas. Para aproximar os estudantes da prática profissional e promover experiências práticas, a coordenação do curso elaborou uma programação com palestras, oficinas e cursos de extensão.

A formação é dividida em 1.200 horas teóricas com disciplinas de unidade de alimentação, avaliação nutricional, dietoterapia, fundamentos do trabalho, higiene alimentar, história da alimentação, microbiologia dos alimentos, nutrição e saúde, nutrição em saúde pública, prática de nutrição, psicologia em nutrição, técnicas dietéticas, tecnologia dos alimentos, além de 100 horas de estágio supervisionado.

Para aprimorar o aprendizado, a escola proporciona aos estudantes outras experiências por meio de parcerias com pesquisadores, chefes de cozinha, restaurantes e empresas do ramo da alimentação. Nesta semana, os 200 alunos do curso participaram de uma aula prática sobre culinária baiana com os chefes de cozinha Luciano Muradas e Jorge da Silva Menezes. O evento promoveu o intercâmbio entre as técnicas previstas no curso com a realidade profissional e outras culturas culinárias.

Durante mais de duas horas, os alunos ouviram sobre a prática profissional e aprenderam a receita de “dadinho de tapioca”, uma receita típica do sul da região Nordeste. “É uma experiência muito rica por que permitiu a troca de conhecimentos técnicos e culturais que vão contribuir para formação plena dos alunos e ao completarem o curso estarão com outra bagagem”, disse Luciano.

“Essas parecerias permitem que os alunos tenham uma visão diferente, mais prática de como é a atuação no mundo do trabalho e também conheçam outras culturas culinárias e outros conhecimentos que completam o ensino proposto pelo curso”, disse a coordenadora do curso, Maria de Fátima de Oliveira Negre.

MOTIVAÇÃO - Feiras gastronômicas, palestras, seminários, cursos de extensão de rotulagem e embalagem dos recipientes fazem parte das parcerias que ampliam o processo de aprendizado profissional. “Essas experiências práticas motivam continuar estudando e aprendendo e serve como exemplo para querermos chegar onde eles já chegaram”, disse a aluna Gabriela Sofia do Espírito Santo Almeida Coelho da Cruz.

No dia 26 de março, os alunos participaram do curso de escultura em alimentos e legumes, promovido pelo chefe de cozinha Sergio Vila, do Ceasa. Na ocasião, os estudantes também produziram um bolo para celebrar os 325 anos da cidade de Curitiba.

A estudante Josélia Cordeiro Gomes participou da confecção do bolo. Para ela, a experiência contribuiu para colocar em prática o que aprenderam em sala de aula. “Também tivemos a oportunidade de trabalhar em equipe e apresentar para a sociedade um pouco do que estamos aprendendo no curso”, disse.

MERCADO DE TRABALHO - O técnico em Nutrição e Dietética pode atuar em hospitais, escolas, hotéis, restaurantes, panificadoras, cafés, entre outros. O profissional pode realizar ações de seleção e preparo de alimentos, elaborar e implementar cardápios adequados ao público de acordo com suas necessidades nutricionais, acompanhar e orientar atividades de controle de qualidade higiênico-sanitárias no processo de produção de refeições e alimentos.

Os profissionais também podem coordenar atividades de porcionamento, transporte e distribuição de refeições, pesagem de pacientes e outras técnicas de mensuração de dados corporais para subsidiar a avaliação nutricional e avaliam dietas de rotina de acordo com a prescrição dietética, além de participar de programas de educação alimentar.

O curso é ofertado gratuitamente pela Secretaria de Estado da Educação em Curitiba, Maringá, Londrina e Ponta Grossa, na modalidade subsequente, para quem já concluiu o ensino médio.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.