Ensino

06/04/2018

Paraná elabora cronograma de implantação da Base Nacional Curricular

O comitê executivo paranaense que vai tratar da implementação da Base Nacional Comum Curricular se reuniu esta semana na Secretaria Estadual de Educação. O objetivo do encontro foi definir o cronograma de trabalho que será adotado no estado para a implantação da Base Nacional Comum Curricular.

Formada pela Secretaria Estadual de Educação, Conselho Estadual de Educação, União dos Dirigentes Municipais de Educação do Paraná (Undime-PR) e União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação do Paraná (UNCME-PR), a comissão estabelecerá grupos de trabalho para a implementação da base. Ficará a cargo do grupo ainda a preparação de um documento orientador com uma proposta que adéque as especificidades paranaenses às normativas previstas na nova Base, homologada pelo governo federal em dezembro de 2017.

“Isso não quer dizer que vamos fazer um novo currículo para o Estado, mas sim trabalhar com uma base estadual. Significa que pensaremos uma base própria, ou seja, o aluno terá o direito de aprender tudo aquilo que está previsto na BNCC, mas também aprender sobre aquilo que é considerado essencial no contexto paranaense”, explicou o chefe do Departamento de Educação Básica da Secretaria da Educação, Cassiano Ogliari.

O cronograma será dividido em três fases. A primeira será a de elaboração do documento de referência para a construção dos currículos, que subsidiara as redes na elaboração de seus próprios documentos. “Ficará a cargo dos municípios como trabalhar com este documento: ele poderá ser único ou regional”, esclarece Ogliari. Com o documento de referência, os municípios poderão articular, construir ou reelaborar currículos individuais ou regionais e orientar a organização das Propostas Pedagógicas Curriculares das instituições de ensino.

Na sequência serão feitas audiências públicas para discutir as propostas com a comunidade escolar. A terceira fase prevê a consolidação das contribuições, culminando numa versão consolidada do documento.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.