Infraestrutura

16/04/2018

Começa o restauro do ginásio do Colégio Estadual

A governadora Cida Borghetti assinou nesta segunda-feira (16) a ordem de serviço para início das obras de restauração completa do ginásio de esportes do Colégio Estadual do Paraná, a maior e uma das mais antigas unidades da rede estadual de ensino, inaugurada há 68 anos.

A obra, no valor de R$ 1,68 milhão, vai restaurar completamente a estrutura, que está com infiltrações, fiação comprometida e problemas no piso. Os vestiários e as quatro salas de aula do ginásio também serão reformados. O prazo de execução é de 10 meses.

“O Colégio Estadual é tombado pelo Patrimônio Histórico e faz parte da vida dos paranaenses. A primeira etapa de restauração será no ginásio, mas todo o prédio receberá melhorias necessárias”, afirmou a governadora . O processo de licitação começa ainda neste semestre.

Cida disse que obras de restauro farão parte das politicas públicas educacionais e que a meta do Governo do Estado é tornar o Paraná referência para o País nessa área. “Precisamos de escolas impecáveis para dar condições de trabalho aos profissionais e ambiente adequado para os alunos. Isso contribui para que a educação seja ferramenta de transformação da sociedade”, enfatizou.

A obra de restauro explicou que a obra de restauro do ginásio de esporte do Colégio Estadual, explicou a secretária de Estado de Educação, Lúcia Cortez, seguirá as recomendações do Ministério da Cultura para preservação do patrimônio público e adequação às normas de acessibilidade. “Restaurar o ginásio é necessário pela rotatividade de alunos que utilizam o espaço diariamente. Além da questão da segurança, o restauro também é uma forma de resgatar a história deste colégio”, disse Lúcia.

Para a diretora Tânia Acco o restauro do espaço trará um grande ganho para o ensino. “Teremos o ginásio nas condições ideais para a formação esportiva dos alunos”, disse. Ela lembrou que o ginásio é utilizado também para ensaios e eventos.

OUTRAS PARTES - O presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar), Sérgio Brun, explicou que o processo licitatório para a restauração de outras partes do colégio deverá ser lançado ainda no primeiro semestre deste ano. O orçamento previsto é de R$ 21 milhões. “Já temos alocada uma suplementação no orçamento do Colégio e os projetos estão praticamente concluídos. Vamos colocar o Colégio Estadual do Paraná em condições de atender a demanda dos paranaenses como ele merece”, afirmou Brun.

O projeto arquitetônico de restauração do prédio principal do Colégio Estadual foi feito pela Volkswagen do Brasil, como contrapartida aos incentivos recebidos dentro do programa Paraná Competitivo.

GANHO PARA O ENSINO - Atualmente 893 alunos, professores e funcionários do colégio usam o espaço para treinar pilates, tênis de mesa, vôlei e handball. Durante o período de obras, o Colégio Estadual continuará oferecendo atividades esportivas, mas contará com o empréstimo de locais alternativos como praças municipais e a quadra do comando da Polícia Militar para que os treinos continuem.

MUSEU E PLANETÁRIO - A sede atual do Colégio Estadual do Paraná foi inaugurada no dia 29 de março de 1950. A instituição oferece o ensino fundamental - do 6° ao 9° ano, com 12 turmas, 412 alunos; o ensino médio e o ensino profissional com 106 turmas e 3.359 alunos. O colégio possui cinco laboratórios de informática, de química, de física e de biologia, salas especiais para artes e para o Centro de Línguas do Colégio Estadual do Paraná.

O Estadual abriga, também, o auditório Bento Mossurunga, o Salão Nobre, o Museu Guido Straube e o Planetário. Além de todos estes espaços também faz parte do Estadual o Observatório Astronômico Professor Doutor Leonel Moro, localizado em Campo Magro, na Região Metropolitana de Curitiba.

PRESENÇAS - Participaram do evento de autorização do início das obras os secretários de Estado João Luiz Fiani (Cultura), Fernando Ghignone (Administração e Previdência), Edgar Bueno (Assuntos Estratégicos) e o superintendente da Paraná Educação Juarez Dietrix.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.