Ensino

05/06/2018

Feira digital em escola proporciona tour pelo Mundial da Rússia

A Feira de Realidade Virtual organizada pelos estudantes do 2° ano do Ensino Médio do Colégio São Cristóvão, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC) é um uma oportunidade para os colegas, professores e funcionários conhecerem um pouco mais sobre a Copa do Mundo da Fifa, que terá início este mês, na Rússia. Mais de dois mil visitantes devem visitar a feira que acontece nessa terça-feira (05).

Quem passar pelas salas temáticas terá a oportunidade de fazer um tour em 3D pelas arenas do mundial, conhecer a história de clubes como Real Madrid e Barcelona, assistir a jogos marcantes da Champions League e interagir com o craque argentino Lionel Messi e com o brasileiro Neymar, além de assistir a vídeos relacionados ao evento. A interatividade é feita por meio de óculos de realidade virtual em 3D e vídeos pesquisados em aplicativos e sites esportivos.

“Hoje em dia não podemos ficar presos somente aos livros, por isso a feira de realidade virtual permite mostrar que a tecnologia pode ir além do entretenimento e que o uso dessas ferramentas incentiva os alunos”, disse o estudante Rian Guilherme de Paula Rocha, de 16 anos.

Os alunos também organizaram uma série de slides relacionados à tecnologia da informação, quizzes tecnológicos sobre a Copa do Mundo e apresentação de diferentes formas de avaliação por meio de Tecnologias de Informação e Comunicação presente na escola (TICs). “É uma oportunidade para mostrarmos como a tecnologia pode ser usada no ambiente escolar com temas de interesse dos alunos sem fugir dos conteúdos das disciplinas e também protegendo o meio ambiente com o menor uso de papel”, destacou a aluna Laura Maria Estaxaco de Lima, de 17 anos.

ALÉM DA COPA – A proposta de usar a temática da Copa do Mundo foi a maneira encontrada pela professora de Educação Física Renata Pedrita Franco Leal, para trabalhar os conteúdos da disciplina utilizando ferramentas tecnológicas de maneira diferenciada e interativa.

“Encontramos diariamente desafios e um deles é inserir o uso de recursos digitais no processo de ensino e aprendizagem. Percebi que eles abraçaram a proposta e se dedicaram por relacionarmos o conteúdo com duas temáticas que eles gostam e vivenciam, que são a tecnologia e a Copa do Mundo”, disse a professora responsável pela organização do trabalho que durou dois meses e envolveu 48 alunos.

O diretor do colégio, Jaques Marcelo Pereira, lembrou que o trabalho também incentiva o protagonismo dos estudantes. “Todo ano desenvolvemos projetos que proporcionem a eles a liberdade de criação, pesquisa e prática”, disse.

O colégio é contemplado pelo programa Conectados 2.0, da Secretaria de Estado da Educação, e Ensino Médio Inovador (EMI), do Ministério da Educação (Mec), que incentivam o desenvolvimento de propostas curriculares inovadoras interdisciplinares que insiram meios tecnológicos no processo de ensino e aprendizagem.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.