Ensino

19/11/2018

Alunos da rede estadual têm e-mail personalizado do Google

Além dos professores e funcionários, os mais de 1 milhão de alunos da rede estadual de ensino também já podem acessar suas contas personalizadas no Gmail com o @escola. Com a inclusão dos alunos a ferramenta disponibilizada pela Secretaria de Estado da Educação, em parceria com a Google, vai atender todo o universo escolar do Paraná.

As escolas que ainda não receberam formação podem solicitar informações junto aos assessores pedagógicos em tecnologia educacional (CRTE) de cada Núcleo Regional de Educação (NRE). A Secretaria de Estado de Educação também preparou uma série de tutoriais com passo a passo de como utilizar as ferramentas disponíveis nas contas. Os vídeos com tutoriais explicativos podem ser consultados AQUI.

Para acessar o e-mail o estudante deve acessar o endereço www.email.escola.pr.gov.br que será direcionado para o login do Gmail.

“Foi uma opção para melhorar a comunicação entre os professores e alunos inseridos. Destacamos o serviço de e-mail, o armazenamento de arquivos em nuvem com espaço ilimitado e, principalmente, um ambiente virtual de aprendizagem que agrega múltiplas funcionalidades”, disse o chefe do Departamento de Políticas e Tecnologias Educacionais da Secretaria da Educação, Eziquiel Menta.

Os estudantes do Colégio Estadual Yvone Pimentel, em Curitiba, já utilizam o e-mail personalizado desde agosto. Para a estudante Maria Luiza Kampagandin, de 13 anos, do 8° ano do Ensino Fundamental, a interatividade da ferramenta contribui para melhorar o aprendizado. “É uma ferramenta que torna as aulas mais dinâmica porque é uma forma de aprender que não se torna cansativa e estamos aprendendo os mesmos conteúdos, mas de uma maneira mais interativa. É um instrumento que reforça o nosso aprendizado”, Maria.

CONECTIVIDADE - Além do e-mail personalizado, o estudante tem acesso às ferramentas de armazenamento e compartilhamento de conteúdos e a um ambiente virtual onde os professores e alunos podem disponibilizar materiais de estudos e atividades. “Nesse ambiente virtual o professor pode trabalhar na perspectiva do ensino hibrido, por meio de metodologias ativas na qual ele pode disponibilizar os conteúdos para os alunos, que estudam em casa e vem a sala de aula apenas para tirar dúvidas do conteúdo aprendido”, explicou a coordenadora de tecnologias educacionais da Secretaria da Educação, Eguimara Selma Branco.

No e-mail, o professor pode instalar plugins que permitem, por exemplo, elaborar e corrigir provas e enviar o feedback para os alunos por meio de um grupo de contatos das turmas em que o profissional leciona. Eles podem utilizar esse ambiente virtual para arquivamento das aulas, compartilhamento de materiais pedagógicos para alunos e colegas, desenvolver documentos online de maneira colaborativa, além de blogs e sites em uma nuvem com espaço ilimitado.

As contas foram desenvolvidas pelas equipes técnicas do Departamento de Políticas e Tecnologias Educacionais e Núcleo de Informática e Informação, da Secretaria, e da Companhia de Informática do Paraná (Celepar) para estudantes da rede estadual e professores do Quadro Próprio do Magistério que atuam nas escolas estaduais, Núcleos Regionais de Educação, na sede da Secretaria da Educação e no Instituo Fundepar.

APLICATIVOS EDUCACIONAIS - Diretores, professores, pedagogos, pais e alunos também podem consultar, em um só lugar, informações como boletim, agenda, grade, eventos da escola por meio do aplicativo Escola Paraná também desenvolvido pela Secretaria da Educação em parceria com a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar).

A Secretaria Estadual da Educação também desenvolveu o aplicativo Sinalário Disciplinar em Libras, para apoio para profissionais da educação, estudantes surdos, comunidade surda e interessados de um modo geral, também trouxe facilidades. O aplicativo é inédito no Brasil e disponibiliza vídeos com termos e conteúdos das disciplinas de compõem o currículo do Ensino Fundamental e do Ensino Médio na Língua Brasileira de Sinais (Libras). Centenas de vídeos já estão disponíveis nas

E outra parceria, desta vez com o Detran, também facilitou o acesso dos pais aos boletins escolares, que agora podem ser consultados e impressos nos totens do Detran. Desde julho de 2018, além de consultar e imprimir boletins, é possível conseguir declaração de matrículas, atualizar informações pessoais nos 282 totens de autoatendimentos do Detran em 172 municípios paranaenses.

Além disso, 1.437 escolas já possui o sistema Registro de Classe Online (RCO) que permite que professores registrem a frequência dos estudantes, conteúdos e avaliações de forma online subsistindo o livro de registro de classe. O sistema possibilita também a análise de informações sobre desempenho de aprendizagem e evasão escolar da rede estadual.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.