Eventos

30/11/2018

Estudantes paranaenses são bicampeões paralímpicos

Os estudantes Lucas Gabriel Consoni Brito dos Santos, de 17 anos, do 3° ano do Ensino Médio do Colégio Estadual Humberto de Campos, e Josiele Magenis Dias, também de 17 anos, do 3° ano do Ensino Médio, do Colégio Estadual do Campo Centrão, ambos em Querência do Norte (no Noroeste do Estado), conquistaram pelo segundo ano consecutivo o primeiro lugar em três categorias na Paralimpíadas Escolares, promovida entre os dias 19 e 24, na cidade de São Paulo (SP).

Lucas ficou em primeiro lugar pelo segundo ano seguido no Lançamento de Dardo, Lançamento de Disco e no Arremesso de Peso na categoria F55 (para deficientes físicos). “Minha motivação é querer evoluir sempre e incentivar outras pessoas com deficiência a praticar esporte”, disse Lucas.

O estudante, que nasceu com uma lesão na medula, treina duas vezes por semana há sete anos. Segundo Lucas, o esporte contribuiu para mudar sua rotina e sua personalidade. “O esporte mudou minha forma de agir e ajudou a evoluir como cidadão e como atleta”, disse.

Já Josiele conquistou pela segunda vez a medalha de ouro na prova dos 100 metros, 400 metros rasos e salto em distância na categoria T36 (também atletas com deficiência física). “Esse bicampeonato representa a superação de algumas barreiras transpostas até atingir essa meta e também mostra que eu sou capaz de realizar todos os meus objetivos”, afirmou.

ALTO NÍVEL – Lucas e Josiele praticam esporte há sete e quatro anos, respectivamente. A rotina de treinamento dos alunos é planejada e conciliada com os estudos. “Os treinamentos são realizados no contraturno escolar e sempre planejados com o tempo para estudar e treinar”, disse Josiele.

Em 2013, o Lucas ficou em terceiro lugar na categoria F56 (também para deficiente físico) nos 100 metros, em segundo lugar no Lançamento de Pelota e no Arremesso de Peso na competição. O estudante também já participou de seis edições dos Jogos Escolares da Juventude (JEJs), Jogos Abertos Paradesportivos do Paraná (Parajaps) entre outros. “O esporte traz vários benefícios para saúde, para o corpo e também para o comportamento dos atletas”, disse Lucas.

Josiele coleciona mais de 20 medalhas nos Jogos Escolares da Juventude e em competições estaduais, nacionais e internacionais. Em 2017, a aluna foi convocada para os jogos Parapan-Americanos de Jovens, realizado em São Paulo, no qual conquistou o segundo lugar na prova de 400 e o terceiro lugar na prova de 100 metros rasos. “O esporte representa superação e mostra que eu posso conquistar todos os meus objetivos”, disse Josiele.

PARALIMPÍADAS
- A competição, organizada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, reuniu estudantes atletas com idade entre 12 a 18 anos dos 26 estados e do Distrito Federal (DF) que competiram em 11 modalidades (atletismo, bocha, futebol de 7, goalball, judô, natação, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas, futebol de 5, basquete em cadeira de rodas e vôlei sentado).
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.