Ensino

05/02/2019

Educação de Jovens e Adultos já conta com quase 100 mil alunos

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) da rede estadual de ensino recebeu em janeiro 99.202 matrículas de pessoas interessadas em voltar às salas de aula. São 53.796 matrículas no Ensino Fundamental – Anos Finais (6º ao 9º ano) e 45.406 matrículas no Ensino Médio. As aulas começam a partir do dia 14 de fevereiro e são totalmente gratuitas.

A modalidade está disponível em 309 escolas estaduais ou Centros Estaduais de Educação Básica para Jovens e Adultos (CEEBJA) em todo o Paraná. “As matrículas iniciais foram realizadas em janeiro, mas temos escolas e CEEBJAs com vagas remanescentes, aguardando as matrículas de mais estudantes”, afirma a coordenadora da Educação de Jovens e Adultos da Secretaria da Educação, Marcia Dudeque.

Uma lista completa de estabelecimentos de ensino com EJA está disponível neste link.

MATRÍCULAS -
Para realizar a matrícula é necessário apresentar original e fotocópia de documento de identificação; ter no mínimo 15 anos completos para ingressar no Ensino Fundamental e 18 anos completos para o Ensino Médio.

O Ensino Fundamental pode ser concluído em, no mínimo, dois anos; e o Ensino Médio em, no mínimo, um ano e meio. A matrícula e as aulas são totalmente gratuitas e o estudante também tem direito à alimentação escolar fornecida pelo Governo do Paraná.

DISCIPLINAS - O aluno constrói sua grade curricular da maneira que for mais adequada, podendo se matricular em até quatro disciplinas de cada vez.

No Ensino Fundamental as matérias são: Arte, Educação Física, Ciências Naturais, Geografia, História, Língua Estrangeira Moderna – Inglês, Língua Portuguesa e Matemática. Já no Ensino Médio há aulas de Arte, Biologia, Educação Física, Física, Filosofia, Geografia, História, Língua Estrangeira Moderna – Inglês, Língua Portuguesa, Matemática, Química e Sociologia.

CURITIBA - Sergio Luiz Petrelli, 53 anos, é agente educacional I da rede estadual de ensino, contratado pelo Processo Seletivo Simplificado (PSS), e vai começar o Ensino Médio este ano, no CEEBJA Campo Comprido, em Curitiba. “Terminei o ensino fundamental e já vou começar o ensino médio, na disciplina de Matemática. Demora um pouco mais fazer só uma disciplina, mas é o que melhor se adapta à minha rotina”, diz.

“Depois que você começa a estudar na EJA, descobre que várias coisas que você acreditava que seriam muito difíceis, não são. Não é nenhum bicho papão. Isso te deixa muito motivado para continuar estudando”, afirma. “Também gosto muito do ambiente do CEEBJA, das aulas e da equipe”, garante.

Os planos de Sergio incluem continuar seus estudos após obter a certificação no Ensino Médio. “Estou pensando em fazer Pedagogia. Vamos ver”.

FOZ - Albina Martinez, 57 anos, é aposentada e vai concluir o Ensino Médio este ano, no CEEBJA Professor Orides Balotin Guerra, em Foz do Iguaçu, na região Oeste. “Sempre foi meu sonho voltar a estudar. Casei muito cedo, tive três filhos, precisei trabalhar, então não foi possível frequentar a escola”, conta.

Com os filhos já adultos, Albina procurou a Educação de Jovens e Adultos. “Estar na sala de aula é como voltar ao passado. Os professores são maravilhosos, há alimentação gratuita, você conhece pessoas completamente diferentes, há uma integração com outras culturas, de vários outros países. O conhecimento abre a sua cabeça”.

“Quero continuar estudando, fazer uma faculdade, trabalhar com Assistência Social, ajudar outras pessoas. Até fico um pouco triste que estou acabando a EJA este ano, mas não vou ficar parada. Não consigo mais ficar parada” afirma.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.