Ensino

15/04/2019

Tutoria Pedagógica: novo projeto ajuda escolas estaduais no desenvolvimento da gestão escolar e ações pedagógicas

Encontros presenciais semanais, acompanhamento pedagógico e formações continuadas com foco no desenvolvimento pedagógico são os pilares do novo projeto de Tutoria Pedagógica da Secretaria da Educação do Paraná, que tem como objetivo melhorar o processo de ensino e aprendizagem, combater o abandono escolar e diminuir os índices de reprovação na rede estadual de ensino.

O projeto começou a ser implementado em março desse ano, com acompanhamento pedagógico semanal de 1.100 escolas estaduais. Cada unidade de ensino é acompanhada por um técnico do Núcleo Regional de Educação (NRE) em encontros semanais que contribuem para a gestão escolar e o desenvolvimento de ações pedagógicas.

Esses encontros são realizados uma vez por semana com as equipes pedagógica e diretiva das escolas inseridas no projeto e a cada 45 dias com as demais escolas da rede estadual.

O objetivo é qualificar os diretores e pedagogos e proporcionar aos professores subsídios para elaborar uma boa aula com foco no aprendizado dos alunos.

“Nossa meta é que os alunos aprendam e que os professores tenham o suporte necessário para desenvolver uma boa aula e com isso combater o abandono escolar, para que no final do ano letivo tenhamos o maior número possível de estudantes aprovados”, explicou o superintendente da Educação, Raph Gomes Alves.

FORMAÇÃO –
Os tutores dos núcleos de educação também recebem suporte técnico da Secretaria da Educação. Eles participam mensalmente de oficinas de formação continuada, em Curitiba, e recebem acompanhamento pedagógico in loco de um técnico da Secretaria. Os conteúdos dessas formações são trabalhados com as equipes pedagógicas e diretivas, que utilizam essas informações para elaborar ações que ajudem o professor a pensar práticas de ensino que contribuam para o aprendizado dos estudantes.

Para aproximar a tutoria dos Núcleos Regionais de Educação e das escolas, a Secretaria dividiu os 33 núcleos em oito macrorregiões. Cada macrorregião é composta por quatro ou cinco NREs que recebem tutoria de um técnico da pasta.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.