Institucional

03/12/2019

Equipes gestoras de Educação em Tempo Integral participam de formação

Diretores, pedagogos e técnicos da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte que atuam na Educação em Tempo Integral (ETI) participam, até quinta-feira (5), de formação específica em Curitiba.

No evento, são discutidas questões como modelos, planos de trabalho e perspectivas das escolas que já atuam com a modalidade. Já as escolas que passarão a ofertar a ETI aproveitam a oportunidade para aprender mais a respeito da matriz curricular.

Técnica do Departamento de Programas para Educação Básica da pasta, Gilian Barros explica que a Secretaria de Educação tem feito um trabalho forte para a expansão da modalidade pelo Paraná.

“Temos parceria com o Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), que vai orientar os professores por meio de formações. O ICE já efetuou formações em 16 estados, que já têm números relevantes. A atual gestão escolheu essa parceria para orientação pedagógica e de gestão dessas escolas de ETI”.

O diretor Agnaldo Gimenes Guirao, da cidade de Juranda (Centro-Oeste), está ajudando na implantação do Ensino Médio integral no Colégio Estadual João Maffei Rosa. Ele conta que a expectativa pela chegada do modelo à instituição é grande.

“Pude perceber que estamos no caminho certo e vamos abraçar muito essa causa para que possamos fazer a diferença no ensino dos nossos alunos”, afirma.

TROCA DE EXPERIÊNCIAS – Recentemente, alguns diretores viajaram a Pernambuco, estado que se destaca na modalidade, para poder acompanhar in loco escolas que trabalham com ETI. Na ocasião, viram como é possível transformar o Paraná também numa referência quando o assunto é o ensino integral.

A diretora Rosilene Lombardi Mezon, do Colégio Estadual Humberto de Alencar Castelo Branco, em Jesuítas (Oeste), que implantou o ETI em 2017, comentou a experiência.

“Essa viagem representou para nós um norte. Enxergamos os rumos que precisamos ter, até onde conseguimos chegar e a partir disso ir além. Eles já possuem uma organização e sistematização e nós estamos iniciando essa caminhada. Foi muito bom enxergar um futuro tão próximo de nós”.

EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL – A partir de 2020, a rede estadual do Paraná contará com 79 com turmas de ETI. A iniciativa vem ao encontro da meta do Estado de ter, até 2025, 60% das matrículas nessa modalidade.

A ETI tem como uma de suas premissas a Pedagogia da Presença, que propõe ao aluno assumir o papel de protagonista no processo de ensino e aprendizagem. Já o professor não deve atuar somente com foco na docência, mas também de modo a inspirar os estudantes na construção de um mundo melhor.

Com essa modalidade de ensino, a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte visa à formação integral do indivíduo – ética, cultural, política, física e cognitivamente. Auxilia, ainda, o jovem a organizar melhor o seu tempo
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.