Escolas estaduais entregam atividades para famílias que não possuem acesso a TV e ao celular
24/04/2020 - 16:06

Nessa sexta-feira (24), a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed) realizou a terceira entrega dos kits de merenda para as famílias dos 230 mil alunos beneficiários do programa Bolsa Família e junto dessa ação, entregou também atividades e trabalhos para os estudantes que não possuem acesso às aulas EaD pela TV aberta e pelo aplicativo Aula Paraná.

Uma preocupação constante dos pais dos alunos que não tinham acesso às plataformas de aula era a de como seus filhos poderiam continuar os estudos e não serem prejudicados em seus ano letivo.

Uma das maneiras encontradas pela Seed foi a convocação dos pais desses alunos para irem até a escola, no dia das entregas dos kits de merenda, e retirarem uma quantidade de exercícios e trabalhos para levarem para casa e assim, os filhos continuarem os estudos.

A diretora da Escola Estadual Yvone Pimentel, no bairro Capão Raso em Curitiba, Maira Hara, afirma que a alternativa é ideal para famílias que possuem renda baixa e não tem acesso. “Aqui em nossa escola, nossa equipe buscou rastrear todas as famílias que não têm nem acesso às aulas pela TV ou pelo aplicativo do celular e também incluímos aquelas que possuem mais de dois filhos. Nós convidamos eles para virem na escola no mesmo dia da entrega do kit e já os entregamos as atividades”, explica a diretora.

De acordo com a diretora Maira, a alternativa se mostrou bem eficiente, pois dessa forma há uma grande possibilidade de se alcançar todos os alunos. “Sabemos que algumas de nossas famílias não têm recursos. Então, quando imprimimos as atividades e entregamos para seus filhos estamos os ajudando a não ficarem para trás comparado a aqueles que possuem acesso às ferramentas onlines de estudo”, conclui.

Clarice Martins é avó de dois alunos na Escola Yvone Pimentel e conta que com as atividades seus netos poderão continuar os estudos e não serão prejudicados. “Essa ação da escola vai ajudar muito meus dois netos. Fiquei muito feliz em saber que a direção está fazendo de tudo para incluir todos os alunos no estudo. Desde aqueles que tem TV e celular em casa até a minha família que não tem condições”, conta.