Colégio Estadual de Paranavaí passa por reforma; investimento é de R$ 2 milhões
07/06/2021 - 16:51

O Colégio Estadual de Paranavaí, no Noroeste do Paraná, está com obras em execução, com investimento que ultrapassa R$ 2 milhões. O colégio é histórico, fundado em 1954, e esta é a primeira grande reforma que recebe. Mais de mil alunos serão beneficiados pela obra, que é do Governo do Estado, de responsabilidade do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar). Deve ser concluída no segundo semestre deste ano.  

O empreendimento é um dos 135 serviços de engenharia em andamento em colégios estaduais por todo Paraná. "Estamos trabalhando para garantir a boa gestão dos recursos públicos na melhoria da educação paranaense. São cerca de R$ 27 milhões investidos para oferecer melhores condições na infraestrutura das escolas", ressalta o diretor-presidente da Fundepar, Marcelo Pimentel Bueno.  

A obra de reparos no colégio de Paranavaí acontece nas 35 salas de aula, nos corredores e escadas, instalações elétricas, na sala de hora-atividade, sala memorial, auditório, na entrada principal, nos pátios internos e externos, nos banheiros masculinos e femininos, no depósito de materiais, cozinha, refeitório, quadras poliesportivas e pista de atletismo, entre outros espaços.

O serviço vai propiciar ambientes mais adequados para atender o ensino no município. "A reforma ocorre praticamente em todo o colégio, dando uma nova cara numa instituição histórica de Paranavaí. Esperamos depois da conclusão da obra o aumento da procura de matrículas por parte da comunidade", destaca o diretor Daniel Buniotti.

HISTÓRICO – O Colégio Estadual de Paranavaí foi fundado em 1954, criado como Ginásio Municipal. Na década de 90 assumiu o atual nome. A partir de 2005 começou a ofertar cursos técnicos para comunidade local. Atualmente as atividades são exercidas na modalidade não presencial devido à pandemia.

AMPLIAÇÕES – Outras 13 obras de melhorias e reformas acontecem em escolas estaduais pelo Paraná. São mais de R$ 27,5 milhões investidos. É o caso do Colégio Estadual Padre Pedro Grzelczaki, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, que terá espaços de madeira demolidos para construção de um bloco em alvenaria com salas de aula e banheiros.

A substituição de salas de aula de madeira por alvenaria trará mais conforto para as atividades pedagógicas. O investimento passa de R$ 820 mil. "Serão cinco novas salas de aula que devem ficar prontas no fim de outubro. A obra vai beneficiar mais de 500 alunos dos ensinos fundamental e médio da nossa comunidade", diz a diretora do colégio, Sueli Gomes.

Últimas Notícias