Alunos da rede estadual usam plataforma gamificada para estudar matemática
20/10/2021 - 14:47

Estudantes do 6º ano do ensino fundamental da rede estadual de ensino passaram a utilizar neste semestre uma plataforma gamificada de matemática como complemento do processo de ensino-aprendizagem. Por meio de jogos interativos e desafios lúdicos, eles trabalham a compreensão de conceitos matemáticos e o desenvolvimento do raciocínio lógico. 

A plataforma (que compreende site e aplicativo) pode ser acessada por meio de celular, tablet ou computador e está disponível, atualmente, para mais de 125 mil estudantes e 2,3 mil professores de matemática.

Os professores podem utilizar a ferramenta como recurso pedagógico em sala de aula, acompanhando os estudantes e tirando dúvidas, ou como tarefa de casa e atividade avaliativa. Também é possível criar planos de aula personalizados, conforme as necessidades de cada estudante, e acompanhar seu progresso. Todas as atividades estão vinculadas aos conteúdos da BNCC (Base Nacional Comum Curricular).

“A plataforma gera relatórios individuais e da turma toda. Assim, eu consigo visualizar em que ponto a turma está e onde preciso investir para que os alunos alcancem os objetivos que tenho para aquele conteúdo”, conta a professora Marytta Rennó Masseli, que leciona matemática no Colégio Estadual João Bettega, em Curitiba. “Eu consigo fazer direcionamento de atividades para os meus estudantes, tanto de forma coletiva, para a turma toda, quanto de forma individual. Então, consigo atribuir atividades específicas para aqueles estudantes que têm mais facilidade ou mais dificuldade com o conteúdo”, relata.

A aluna Sophia Garcia Santos, de 11 anos, conta que usa a plataforma frequentemente no Colégio Estadual Euzébio da Mota, em Curitiba. “Acho muito legal o aplicativo. A gente aprende brincando, mesmo. Já aprendi, com os jogos, sobre números negativos, frações e divisão de decimais”, diz.

Dia D — Nesta quarta-feira (20), a plataforma, chamada Matific, promove o Dia D no Paraná, para estimular a participação dos estudantes. Ao longo do dia, os professores são convidados a abrir a plataforma, no momento da aula, e ensinar aos alunos o passo a passo para acessar e participar das atividades.